PEDIDO DE ORAÇÃO

PEDIDO DE ORAÇÃO
VAMOS REZAR JUNTOS - CLIK NA FOTO E DEIXE O SEU PEDIDO - Todos os pedidos são anotados em um livro e levados a presença do Senhor em Adoração e em seguida a Santa Missa, confie no amor de Deus. Se entregue a proteção da Sagrada Família.

LITURGIA DO TEMPO COMUM

REFLEXÃO DA SEMANA

SEMANA CLAMANDO POR MILAGRES

SEMANA CLAMANDO POR MILAGRES
Deus quer que experimentemos milagres – Ricardo e Marta

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sacramentos da Igreja Católica

Sacramentos da Igreja Católica

Os sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, por meio dos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis sob os quais os sacramentos são celebrados significam e realizam as graças próprias de cada sacramento.

Os sacramentos da nova Lei foram instituídos por Cristo e são em número de sete, a saber: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Unção dos Enfermos, Ordem Matrimônio.

Os sete sacramentos tocam todas as etapas e momentos importantes da vida do cristão: outorgam nascimento e crescimento, cura e missão à vida de fé dos cristãos. Há aqui certa semelhança entre as etapas da vida natural e as da vida espiritual. (São Tomás de Aquino, Summa theologiae,)


 
OS SACRAMENTOS DA INICIAÇÃO CRISTÃ
Batismo, Confirmação e Eucaristia.

Através dos sacramentos da iniciação cristã: Batismo, Confirmação e Eucaristia são lançados os alicerces para toda a vida. Nascidos para uma vida nova pelo Batismo, os fiéis são efetivamente fortalecidos pelo sacramento da Confirmação e recebem na Eucaristia o Pilo da vida eterna.

BATISMO: O Santo Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, o pórtico da vida no Espírito e a porta que dá acesso aos outros sacramentos. Pelo Batismo somos libertos do pecado e regenerados como filhos de Deus: tornamo-nos membros de Cristo e somos incorporados na Igreja e tornados participantes na sua missão. (Cf. Concílio de Florença, Decretum pro Armenis) «O Batismo pode definir-se como o sacramento da regeneração pela água e pela Palavra» (CatRom 2, 2, 5, p. 179).

CONFIRMAÇÃO: Com o Batismo e a Eucaristia, o sacramento da Confirmação constitui o conjunto dos «sacramentos da iniciação cristã», cuja unidade deve ser salvaguardada. Por isso, é preciso explicar aos fiéis que a recepção deste sacramento é necessária para a plenitude da graça batismal. (Cf. Ordo Confirmationis, Praenotanda 1). Com efeito, os batizados «pelo sacramento da Confirmação, são mais perfeitamente vinculados à Igreja, enriquecidos com uma força especial do Espírito Santo e deste modo ficam mais estritamente obrigados a difundir e a defender a fé por palavras e obras, como verdadeiras testemunhas de Cristo» (II Concílio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium).

EUCARISTIA: A Sagrada Eucaristia completa a iniciação cristã. Aqueles que foram elevados à dignidade do sacerdócio real pelo Batismo e configurados mais profundamente com Cristo pela Confirmação, esses, por meio da Eucaristia, participam, com toda a comunidade, no próprio sacrifício do Senhor. «O nosso Salvador instituiu na última ceia, na noite em que foi entregue, o sacrifício eucarístico do seu corpo e sangue, para perpetuar pelo decorrer dos séculos, até voltar, o sacrifício da cruz, confiando à Igreja, sua esposa amada, o memorial da sua morte e ressurreição: sacramento de piedade, sinal de unidade, vínculo de caridade, banquete pascal em que se recebe Cristo, a alma se enche de graça e nos é dado o penhor da glória futura» (II Concílio do Vaticano, Sacrosactum concilium, 47).

OS SACRAMENTOS DE CURA
Penitência e Unção dos enfermos

Pelos sacramentos da iniciação cristã, o homem recebe a vida nova de Cristo. Ora, esta vida, nós trazemo-la «em vasos de barro». Por enquanto, ela está ainda «oculta com Cristo em Deus» (Cl 3, 3). Vivemos ainda na «nossa morada terrena» (Cf. 2 Cor 5, 1), sujeita ao sofrimento à doença e à morte. A vida nova de filhos de Deus pode ser enfraquecida e até perdida pelo pecado. O Senhor Jesus Cristo, médico das nossas almas e dos nossos corpos, que perdoou os pecados ao paralítico e lhe restituiu a saúde do corpo (Cf. Mc, 2, 1-12) quis que a sua Igreja continuasse, com a força do Espírito Santo, a sua obra de cura e de salvação, mesmo para com os seus próprios membros. É esta a finalidade dos dois sacramentos de cura: o Sacramento da Penitência e o da Unção dos enfermos.

PENITÊNCIA: «Aqueles que se aproximam do Sacramento da Penitência obtêm da misericórdia de Deus o perdão da ofensa a Ele feita e, ao mesmo tempo, são reconciliados com a Igreja, que tinham ferido com o seu pecado, a qual, pela caridade, exemplo e oração, trabalha pela sua conversão» (II Concílio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium, 11).

A UNÇÃO DOS ENFERMOS: «Pela santa Unção dos Enfermos e pela oração dos presbíteros, toda a Igreja encomenda os doentes ao Senhor, sofredor e glorificado, para que os alivie e os salve: mais ainda, exorta-os a que, associando-se livremente à paixão e morte de Cristo, concorram para o bem do povo de Deus» (Cf. Mc 2, 17).

OS SACRAMENTOS AO SERVIÇO DA COMUNHÃO
Ordem e o Matrimônio

O Batismo, a Confirmação e a Eucaristia são os sacramentos da iniciação cristã. São o fundamento da vocação comum de todos os discípulos de Cristo – vocação à santidade e à missão de evangelizar o mundo. Dois outros Sacramentos, a Ordem e o Matrimônio, são ordenados para a salvação de outrem. Se contribuem também para a salvação pessoal, é através do serviço aos outros que o fazem. Nestes Sacramentos, aqueles que já foram consagrados pelo Batismo e pela Confirmação (Cf. II Concílio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium, 10) para o sacerdócio comum de todos os fiéis, podem receber consagrações particulares. Os que recebem o Sacramento da Ordem são consagrados para serem, em nome de Cristo, «com a palavra e a graça de Deus, os pastores da igreja» (II Concílio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium, 11). Por seu lado, «os esposos cristãos são fortalecidos e como que consagrados por meio de um sacramento especial (Matrimônio) em ordem ao digno cumprimento dos deveres do seu estado» (II Concílio do Vaticano, Const. past. Gaudium et spes, 48).

ORDEM: A Ordem é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos Apóstolos continua a ser exercida na Igreja, até ao fim dos tempos: é, portanto, o sacramento do ministério apostólico. E compreende três graus: o episcopado, o presbiterado e o diaconado.

MATRIMÔNIO: «O pacto matrimonial, pelo qual o homem e a mulher constituem entre si a comunhão íntima de toda a vida, ordenado por sua índole natural ao bem dos cônjuges e à procriação e educação da prole, entre os batizados foi elevado por Cristo Senhor à dignidade de sacramento» (CIC can. 1055. § 1).

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia


Fonte: vatican.va/ - Catecismo da Igreja Católica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós.

Em que consiste o Magistério da Igreja Católica

Poço de Jacó

Poço de Jacó

Pesquisar este blog

Carregando...

Translate