PEDIDO DE ORAÇÃO

PEDIDO DE ORAÇÃO
VAMOS REZAR JUNTOS - CLIK NA FOTO E DEIXE O SEU PEDIDO - Todos os pedidos são anotados em um livro e levados a presença do Senhor em Adoração e em seguida a Santa Missa, confie no amor de Deus. Se entregue a proteção da Sagrada Família.

SEMANA DE ORAÇÃO PELA FAMÍLIA

SEMANA DE ORAÇÃO PELA FAMÍLIA
Clik na foto e acompanhe todas as reflexões

sábado, 20 de setembro de 2014

Evangelho do dia 20/09/2014 Sábado Santo André Kim

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,35-37.42-49

Irmãos, alguém perguntará? Como ressuscitam os mortos? Insensato! O que semeias não nasce sem antes morrer. E, quando semeias, não semeias o corpo da planta, que há de nascer, mas o simples grão, como o de trigo, ou de alguma outra planta. 

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Evangelho do dia 19/09/2014 Sexta-feira 24ª Semana Comum

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,12-20

Irmãos, ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos, como podem alguns dizer entre vós que não há ressurreição dos mortos? Se não há ressurreição dos mortos, então Cristo não ressuscitou. E se Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é vã e a vossa fé é vã também. Nesse caso, nós seríamos testemunhas mentirosas de Deus, porque teríamos atestado - contra Deus - que ele ressuscitou Cristo, quando, de fato, ele não o teria ressuscitado - se é verdade que os mortos não ressuscitam. 

Credo - Oração

O “Credo” ou “Símbolo dos Apóstolos” é a nossa profissão de fé. Na Igreja primitiva fazia parte do rito batismal e era conhecido como “Credo Apostólico”. A oração do “Credo” passou a fazer parte do rito da Santa Missa a partir de 1020 com o Papa Bento VIII.

CREDO APOSTÓLICO

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra.
E em Jesus Cristo, seu único Filho nosso Senhor. 

O Deus que achamos ter achado - Pe. Zezinho, scj

Achar que achamos não é o mesmo que ter achado...

Conta uma lenda que um garimpeiro solitário e extremamente vaidoso de sua capacidade de achar o que os outros não achavam, sob os aplausos dos amigos, embrenhou-se pelo sertão, jurando que jamais voltaria para a sua cidade sem a maior pedra preciosa do mundo. Ele revelaria ao mundo a pedra de maior valor que qualquer ser humano pudesse ter visto. Trinta anos depois, voltou feliz e vitorioso com um diamante de dois quilos. Foi aquela festa. Os velhos amigos e os novos o aplaudiam pelo feito, e ele foi chamado por todas as comunidades da região a dar palestras e testemunhos sobre seu grande achado, até que um experiente conhecedor de pedras preciosas pediu para examiná-lo. Era falso! 

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Evangelho do dia 18/09/2014 Quinta-feira 24ª Semana Comum

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,1-11

Irmãos, quero lembrar-vos do evangelho que vos preguei e que recebestes, e no qual estais firmes. Por ele sois salvos, se o estais guardando tal qual ele vos foi pregado por mim. De outro modo teríeis abraçado a fé em vão. Com efeito, transmiti-vos, em primeiro lugar, aquilo que eu mesmo tinha recebido, a saber: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; que foi sepultado; que ao terceiro dia, ressuscitou, segundo as Escrituras, e que apareceu a Cefas e, depois, aos Doze. 

Eis o mistério da Fé

Essas palavras que o sacerdote pronuncia logo após a consagração do pão e do vinho, resumem toda a essência da santa Missa. Ela é a celebração do mistério da fé, o ápice de toda devoção cristã.

Quem não entendeu o sentido profundo da Missa ainda não compreendeu o sentido profundo do cristianismo e da salvação que Jesus veio trazer aos homens.

A maioria dos batizados não gosta de participar da Missa. Para uns ela é apenas uma longa cerimônia; para outros, um hábito sociológico, “um peso necessário”, uma obrigação de consciência ou apenas um exercício de piedade. Uns não gostam da Missa porque não gostam do padre que a celebra; outros, porque não gostam do sermão, ou porque a música não está boa, etc. E, assim, ficam apenas no acessório e se esquecem do Essencial. 

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Evangelho do dia 17/09/2014 Quarta-feira 24ª Semana Comum

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 12,31-13,13


Irmãos, aspirai aos dons mais elevados. Eu vou ainda mostrar-vos um caminho incomparavelmente superior. Se eu falasse todas as línguas, as dos homens e as dos anjos, mas não tivesse caridade, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine. Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, mas se não tivesse caridade, eu não seria nada. Se eu gastasse todos os meus bens para sustento dos pobres, se entregasse o meu corpo às chamas, mas não tivesse caridade, isso de nada me serviria. 

Liturgia 22ª Semana do Tempo Comum

Amor de Deus

Poço de Jacó

Poço de Jacó

Pesquisar este blog

Carregando...

Translate