PEDIDO DE ORAÇÃO

PEDIDO DE ORAÇÃO
VAMOS REZAR JUNTOS - CLIK NA FOTO E DEIXE O SEU PEDIDO - Todos os pedidos são anotados em um livro e levados a presença do Senhor em Adoração e em seguida a Santa Missa, confie no amor de Deus. Se entregue a proteção da Sagrada Família.

SEMANA SANTA

SEMANA SANTA
Clik na foto e acompanhe todas as reflexões do Tempo da Quaresma

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Semana Santa: Via Sacra - Santo Afonso Maria Ligório

Via Sacra - Santo Afonso Maria Ligório

O caminho da Cruz: Ajoelha-te ante o altar, fazei um Ato de Contrição, e faz a intenção de ganhar as indulgências para vosso bem, ou para as almas no purgatório.


Depois dizei: Senhor meu Jesus Cristo, Vós percorrestes com tão grande amor este caminho para morrer por mim, e eu vos tenho ofendido tantas vezes apartando-me de Vós pelo pecado; mas agora vos amo com todo meu coração, e porque vos amo, me arrependo sinceramente de todas as ofensas que vos tenho feito. Perdoai-me, Senhor, e permite-me que vos acompanhe nesta viagem. Vais morrer por meu amor, pois eu também quero viver e morrer pelo vosso, amado Redentor meu. Sim, Jesus meu, quero viver sempre e morrer unido a Vós.

Primeira estação:
Jesus é condenado à morte.

V. Te adoramos, Cristo, e te bendizemos.
R. Porque com vossa Santa Cruz redimistes ao mundo. 

Via Sacra Eucarística - São Pedro Julião Eymard

Via Sacra Eucarística - São Pedro Julião Eymard

Oração inicial: Meu Deus e Senhor, prostrado aos Vossos pés, contrito e arrependido, peço-Vos humildemente acompanhar o Vosso Divino Filho no caminho doloroso de Sua Paixão, chorando os meus pecados, causa de tantos sofrimentos. Concedei-me, pela Sua Sagrada Paixão e Morte, e pelo Sacramento Augusto de Seu Corpo e Sangue, a graça de lucrar de todas as indulgências anexas a esta devoção, aplicando-as às benditas almas do Purgatório.

Primeira estação:
Jesus é condenado à morte.

Nós Vos adoramos Santíssimo Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos; 
Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo.

A morrer crucificado, teu Jesus é condenado; por teus crimes, pecador. 

Evangelho do dia 17.04.2014 Quinta-feira CEIA DO SENHOR

Primeira Leitura: Êxodo 12,1-8.11-14 O sangue servirá de sinal nas casas onde estiverdes.

Naqueles dias: O Senhor disse a Moisés e a Aarão no Egito: “Este mês será para vós o começo dos meses; será o primeiro mês do ano. Falai a toda a comunidade dos filhos de Israel, dizendo: ‘No décimo dia deste mês, cada um tome um cordeiro por família, um cordeiro para cada casa. Se a família não for bastante numerosa para comer um cordeiro, convidará também o vizinho mais próximo, de acordo com o número de pessoas. Deveis calcular o número de comensais, conforme o tamanho do cordeiro.
                       
O cordeiro será sem defeito, macho, de um ano. Podereis escolher tanto um cordeiro, como um cabrito: e devereis guardá-lo preso até ao dia catorze deste mês. Então toda a comunidade de Israel reunida o imolará ao cair da tarde. Tomareis um pouco do seu sangue e untareis os marcos e a travessa da porta, nas casas em que o comerem. Comereis a carne nessa mesma noite, assada ao fogo, com pães ázimos e ervas amargas.

Assim devereis comê-lo: com os rins cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão. E comereis às pressas, pois é a Páscoa, isto é, a ‘Passagem’ do Senhor! E naquela noite passarei pela terra do Egito e ferirei na terra do Egito todos os primogênitos, desde os homens até os animais; e infligirei castigos contra todos os deuses do Egito, eu, o Senhor.

O sangue servirá de sinal nas casas onde estiverdes. Ao ver o sangue, passarei adiante, e não vos atingirá a praga exterminadora, quando eu ferir a terra do Egito. Este dia será para vós uma festa memorável em honra do Senhor, que haveis de celebrar por todas as gerações, como instituição perpétua. - Palavra do Senhor. 

Semana Santa: QUINTA-FEIRA CEIA DO SENHOR

Semana Santa: QUINTA-FEIRA: CEIA DO SENHOR

Jo 13,1-15 “Compreendeis o que acabo de fazer?”

Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus.

Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido. 

Semana Santa “Jesus deu a sua vida por nós” Santo Agostinho

Semana Santa “Jesus deu a sua vida por nós” Santo Agostinho

ORAÇÃO: Ó Deus, que fizestes vosso Filho padecer o suplício da cruz para arrancar-nos à escravidão do pecado, concedei aos vossos servos e servas, a graça da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

A plenitude do amor

Irmãos caríssimos, o Senhor definiu a plenitude do amor com que devemos amar-nos uns aos outros, quando disse: Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos (Jo 15,13). Daqui se conclui o que o mesmo evangelista João diz em sua epístola: Jesus deu a sua vida por nós. Portanto, também nós devemos dar a vida pelos irmãos (1Jo 3,16), amando-nos verdadeiramente uns aos outros, como ele nos amou até dar a sua vida por nós. 

Solene Adoração da Santa Cruz - Semana Santa

Pode-se adorar a santa cruz?

Sempre me deixou impressionado as palavras que a Liturgia da sexta-feira santa usa ao referir-se ao culto à Cruz: “Solene Adoração da Santa Cruz”, deixando inclusive a possibilidade de dobrar o joelho diante dela. Penso que essas palavras calaram no coração de mais de um cristão deixando-o pensativo. A reflexão teológica que segue é – aceitando com alegria e admiração o que a Igreja em sua liturgia nos traz – uma tentativa de entender melhor a fé expressada na oração da Igreja, e espero não confundir mais a cabeça do leitor. Pode-se adorar a Cruz? Em que sentido? Parece-me ver uma explicação bastante satisfatória numas palavras de um teólogo muito recomendado pela mesma Igreja. 

Santo Tomás de Aquino estuda a “Adoração” na terceira parte da Suma de Teologia, na questão 25. Vamos segui-lo passo a passo. Ao chegar no quarto artigo dessa questão encontramo-nos com uma excelente definição de Adoração, tal como é entendido no sentido comum atual. Santo Tomás diz que adoração é colocar nossa esperança de salvação em alguém. A Deus damos adoração por que é o nosso Criador, daí que a adoração só se deve dar ao Deus Uno e Trino, esse é um principio claro que devemos ter conosco durante todo esse estudo: só a Deus se deve a adoração, porque Ele é o nosso Criador, nós somos suas criaturas, e nEle pomos nossa esperança de salvação. Salvadas essas preliminares, vamos à nossa questão. Procurarei fazer acessível o pensamento de Santo Tomás sabendo que não é tarefa fácil. É preciso fazer esse estudo com muita concentração. 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Semana Santa: QUARTA-FEIRA: JESUS O CORDEIRO DE DEUS

Semana Santa: QUARTA-FEIRA: JESUS O CORDEIRO DE DEUS

Mt 26,14-25 O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que o trair.

Naquele tempo, um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes e disse: “Que me dareis se vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trinta moedas de prata. E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus. No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?” Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos’”. Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa.
                                                    
Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”. Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?”

Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!” Então Judas, o traidor, perguntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respondeu: “Tu o dizes”. - Palavra da Salvação.

Reflexão: Temos que aprender a usar sabiamente os dons que nos são presenteados por Deus. Judas não foi obrigado a trair Jesus, ele tinha a “liberdade” de escolha, mas preferiu se deixar levar pela irá, pela ganância e a cegueira do poder. Jesus também não foi obrigado a entregar sua vida em beneficio de muitos, ele tinha a “liberdade” de escolha, só que preferiu fazer a vontade do Pai, e agindo assim, Jesus transformou seu momento de paixão, em momento de glorificação.

O que estamos fazendo com os dons que recebemos de Deus? Será que estamos honrando as promessas feitas em nosso Batismo? Será que estamos glorificando a Deus através do nosso Matrimônio?

Autoria: Ricardo e Marta Feitosa

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
www.catolicoscomjesus.com – catolicoscomjesus@gmail.com

Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Como poderemos assemelhar-nos a Cristo em sua morte? - São Basílio Magno

Não existe cristianismo sem Cruz - Papa Francisco

Evangelho do dia 16.04.2014 Quarta-feira Quaresma

Primeira Leitura: Is 50,4-9ª Não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. (3º canto do Servo do Senhor)

O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para que eu saiba dizer palavras de conforto à pessoa abatida; ele me desperta cada manhã e me excita o ouvido, para prestar atenção como um discípulo. O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas.

Mas o Senhor Deus é o meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado. A meu lado está quem me justifica; alguém me fará objeções? Vejamos. Quem é meu adversário? Aproxime-se. Sim, o Senhor Deus é meu Auxiliador; quem é que me vai condenar? - Palavra do Senhor. 

Semana Santa Como poderemos assemelhar-nos a Cristo em sua morte - São Basílio Magno

Semana Santa: Como poderemos assemelhar-nos a Cristo em sua morte? - São Basílio Magno

A Quaresma nos convida a refletir, dessa vez com São Basílio Magno, qual a dimensão do amor de Deus por sua criatura.

ORAÇÃO: Deus eterno e todo-poderoso, dai-nos celebrar de tal modo os mistérios da Paixão do Senhor, que possamos alcançar vosso perdão. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Há uma só morte que resgata o mundo e uma só ressurreição dos mortos

O desígnio de nosso Deus e Salvador em relação ao homem consiste em levantá-lo de sua queda e fazê-lo voltar, do estado de inimizade ocasionado por sua desobediência, à intimidade divina. 

REFLEXÃO DA SEMANA